Lesão de menisco

Foto: Globo Esporte¹

Já não é segredo algum, que os joelhos são uma das partes do corpo que mais sofrem com as lesões durante a corrida e a lesão de menisco, é mais uma a assombrar a vida dos corredores.

Os meniscos são estruturas cartilaginosas e em cada joelho possuímos dois, o menisco medial, que fica na parte interna e o menisco lateral, que fica na parte externa. Por ser maior, o menisco medial é também o que esta mais propício a lesões, tanto, que sofrem com lesões cerca de 3x mais que o menisco lateral.

Os meniscos são fundamentais para a biomecânica da corrida, pois agem nos joelhos “como lubrificadores, estabilizadores, amortecedores e distribuidores de carga dentro da articulação. As fibras de colágeno de tecido dissipam as forças de compressão na articulação, reduzindo assim a força direta sobre a cartilagem articular”².

Entorse do joelho é a principal causa da lesão de menisco, por isso é uma lesão muito comum em esportes onde a rotação do joelho é muito exigida, o lado bom, para nós corredores, é que esse tipo de situação acontece com pouco frequência dentro da corrida. Por outro lado, a lesão de menisco se torna comum na corrida, em especial em atletas após os 40 anos, devido ao microtrauma de repetição, ou seja, o desgaste ocasionado pelo envelhecimento e impacto repetitivo do mesmo.

Os principais sintomas apresentados são inchaço dos joelhos e limitação de movimentos, além de dores na região, que podem apresentar períodos mais ameno e períodos de dores mais intensas, principalmente ao realizar movimentos como agachamento e flexão da perna.

Na fase inicial da lesão, o tratamento, geralmente, é feito de forma conservadora, através da fisioterapia e utilização de analgésicos, anti-inflamatórios e compressas de gelo. Até pouco tempo atrás, em casos mais brandos, o tratamento utilizado era apenas a meniscectomia, uma cirurgia para retirada da parte lesada do menisco. Hoje, já são utilizadas também outras formas de tratamento, como a viscossuplementação que “consiste nas injeções intra-articulares de ácido hialurônico, que é o mesmo componente que já existe no líquido sinovial de uma articulação saudável”¹. Além disso, com o aprimoramento das técnicas de vídeo-artroscopia, foi desenvolvida a técnica de reinserção meniscal, em outras palavras, a técnica devolve o menisco no lugar onde estava antes da lesão.

O fortalecimento dos músculos e utilização de tênis adequado para a corrida, são sempre meios de prevenir lesões e no caso da lesão de menisco, isso não foge à regra, isso porque com a musculatura fortificada e calçados corretos, os joelhos tendem a sofrer menos com o impacto e consequentemente, sofrem menos desgastes.

Apesar de conhecermos um pouco sobre a lesão, nos primeiros sintomas o médico deve ser consultado para diagnóstico correto e início de tratamento, se necessário, essa sem dúvida é a forma mas eficaz de se livrar da lesão e retornar à corrida o mais rápido possível. 
_______________________
Referências:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram