17:00:00

Wizard 25 anos

by , in

A corrida é muito mais do que apenas um método de emagrecimento ou uma busca por uma vida menos sedentária e mais saudável. Muitas vez a corrida serve para nós como um combustível, nos dando ânimo para enfrentar a dura rotina diária, em outras, serve como um terapeuta e grande amigo, nos ajudando a descarregar todo o estresse e a aliviar a mente já cansada do dia a dia. 

Fazer parte de um grupo de corrida, pode potencializar ainda mais todos esses e muitos outros benefícios, pois passamos a ter companhia e estímulo durante todo o tempo. Porém, é longa a estrada para que um grupo de corrida se solidifique, criando compromisso, companheirismo e reconhecimento. Assim é o nosso grupo de corrida, Top Team, que surgiu a 5 anos e com o passar do tempo vem ganhando cada vez mais adeptos, obtendo resultados significativos, tanto pessoal, quanto para o grupo. 

Parte disso devemos aos nossos patrocinadores, que buscam de maneira simples nos incentivar, tornando essa jornada um pouco menos penosa. Por isso, assim como eles estão presentes em nossas conquistas diárias, fazemos sempre questão de fazer parte de cada uma das conquistas deles e a última quinta-feira (25/05) teve uma noite especial, marcada por brilho, fogos de artifício e claro, muita corrida, a Wizard Paulínia completou 25 anos.

São 25 anos de muito trabalho, luta e foco, buscando sempre realizar sonhos ou no mínimo aproximar as pessoas dos seus sonhos. A noite contou com food trucks, barraquinhas, brinquedos, alunos, professores e como não poderia faltar, a Top Team, que com a presença de homens, mulheres e crianças, dividiu o treino em corrida e caminhada de diversas distâncias, com o objetivo de, além do treino, celebrar a conquista de quem nos valoriza e incentiva.

Nós, da Top Team, agradecemos a Wizard Paulínia, em especial a Andréa (membro da Top Team) e a Karina, por todo apoio e parabenizamos pelos 25 anos de muito trabalho e dedicação e que venham os próximos 25 anos.









16:55:00

Crioterapia

by , in
Foto: Blog da Debs¹

Com o passar do tempo, muitas lesões foram descobertas e com isso muitas técnicas vieram sendo desenvolvidas tanto para a recuperação, quanto para a prevenção dessas lesões. Uma delas, muito utilizada em atletas de diversos esportes, é a crioterapia.

A crioterapia, é um procedimento muito utilizado no pós-exercício, onde o atleta faz a imersão no gelo ou água gelada, ou até mesmo através da aplicação de bolsa de gelo, tendo como finalidade fazer uma recuperação mais rápida, reduzindo as dores e os espasmos musculares, pois ela age como analgésico e anti-inflamatório. Apesar disso, a crioterapia não é indicada para todos os casos e se utilizada de maneira errada, pode causar efeito contrário, atrapalhando a recuperação e até mesmo o desempenho do atleta.

As corridas de longa duração, são as que mais exigem a utilização da crioterapia, isso porque as partes do corpo utilizadas durante a corrida, exigem uma circulação sanguínea mais intensa e “a crioterapia age justamente reduzindo o calibre destes vasos sanguíneos, fazendo com que os metabólitos oriundos das reações fisiológicas não sejam 'espalhados' por mais locais. Com isso, as células responsáveis pela regeneração muscular (satélites), podem agir de maneira mais concentrada, pois os metabólitos ficaram mais agrupados. Assim, a recuperação muscular se torna muito mais rápida”². 

Apesar disso, a crioterapia pode ser utilizada também após corridas mais curtas, desde que realizada de forma correta. A indicação é de que o gelo (ou a água) esteja em uma temperatura por volta de 10° e a sua aplicação deve ser feita por um período entre 15 e 20 minutos.

Existem ainda situações onde a sua utilização não é indicada, um dos exemplos é o caso de “realização de uma nova atividade física após um curto espaço de tempo, como em algumas competições esportivas. A imersão na água gelada prejudica a realização de uma nova atividade por diminuir rapidamente o metabolismo, a temperatura corporal, promover vasoconstrição e consequentemente diminuir a performance”³. É preciso ainda ter outros cuidados, como o local da aplicação, pois não é indicada a aplicação de gelo próximo aos órgãos genitais ou em áreas com grandes vasos ou artérias, não deve ser aplicado também em locais com ferida aberta ou em casos de lesões nervosas, por trazer uma diminuição considerável de sensibilidade.

Com tudo isso, podemos concluir que a crioterapia é capaz sim de trazer grandes benefícios na recuperação do atleta, aliviando dores e reduzindo o tempo de todo o processo de recuperação, desde que o mesmo siga sempre as orientações recebidas pelo médico, treinador ou fisioterapeuta.

__________________________
Referências:

1 - Foto - http://blogdadebs.com.br/antigo/crioterapia-na-corrida/
2 - http://www.treinomestre.com.br/crioterapia-para-corredores-efeitos-positivos-ou-negativos/ 
3 - http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/2016/03/gelo-apos-exercicio-saiba-quando-usar-crioterapia-para-rapida-recuperacao.html
http://www.suacorrida.com.br/saude/crioterapia-acelera-recuperacao-muscular/
http://corremulherada.com.br/crioterapia-preventiva-para-corredores/
https://www.saudemelhor.com/gelo-na-recuperacao-apos-o-treino-cuidado/



17:10:00

Pubalgia

by , in

As lesões fazem parte da dura rotina de qualquer esportista, seja ele corredor, jogador de futebol, de vólei, nadador, etc., com isso, qualquer dor diferente, por menor que seja, já é motivo para ligar o sinal de alerta, buscar meios de prevenção e garantia de que não se passa apenas de mais uma “dor comum”. 

A virilha, é um desses lugares que volta e meia insiste em trazer uma dorzinha chata, que muitas vezes, apesar de “pequena”, incomoda e muito. Esse é mais um caso que merece atenção e cuidado redobrado, pois pode tratar-se de uma pubalgia.

Para entendermos melhor como ocasiona a pubalgia, “podemos pensar no osso púbis como um cabo de guerra. Acima dele se inserem os músculos abdominais e abaixo os músculos adutores do quadril (que fecham o quadril). A pubalgia acontece quando um dos lados do cabo puxa mais forte do que o outro, ou seja, quando um dos grupos musculares se sobrepõe de forma exagerada sobre o outro”¹.

O desequilíbrio de força entre o reto abdominal e os músculos adutores, a sobrecarga nos músculos adutores, acompanhado de fraqueza dos músculos do abdômen, excesso ou execução mal realizada de abdominais, são algumas das principais causas da lesão, que pode passar a ser percebida através de sintomas como: dores na virilha antes, durante e após a corrida ou caminhada, irradiação da dor para outras partes do corpo próxima a virilha, como coxa ou abdômen, dores ao realizar atividades comuns como subir e descer escada, sentar ou levantar, agachar, etc.

Geralmente, para esse tipo de lesão, o tratamento é realizado através de repouso, anti-inflamatórios, analgésicos fisioterapia, gelo, etc, e em casos mais agudos o tratamento pode ser feito também com “compressas de água quente sobre a região, que promovem a vasodilatação, benéfica para a diminuição da dor e para o relaxamento da musculatura adjacente”². 

O alongamento e aquecimento adequado, são sempre métodos preventivos, que assim como fortalecimento dos músculos, tanto inferiores como de toda a região abdominal, tendem a diminuir o risco do surgimento de lesões como essa ou até mesmo o seu agravamento.

Após diagnosticada a pubalgia a estimativa de período afastado das corridas, varia de acordo com a gravidade, tendo nos casos mais simples a interrupção das atividades apenas por alguns dias e em casos mais graves de até 6 meses. Por isso, fiquei sempre atento e nos primeiros sinais busque o médico, para que assim tenha um diagnóstico correto.

_______________________
Referências:

1 – http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/2013/07/voce-sabe-o-que-e-pubalgia.html
2 - https://www.saudecuf.pt/desporto/lesoes/lesoes-pubicas-e-inguinais/pubalgia
https://www.ativo.com/por-que-doi/pubalgia/ 
http://www.correrporprazer.com/2011/08/pubalgia/
http://revistacontrarelogio.com.br/materia/pubalgia-dificil-de-diagnosticar-e-de-tratar/
17:10:00

Só mais um

by , in

“Só mais um”. Esse foi o pensamento que motivou o Luis Gustavo, em mais uma conquista pessoal e que conta abaixo um pouco da história:


Em 2015 fui avisado pela esposa que participaríamos de uma corrida de 5 km. Falei que ela era louca e que eu mal conseguiria correr 2 km, muito menos 5. Fomos então “correr” pela primeira vez na Night Run Campinas – Etapa Fogo. Confesso que quase morri e andei muito mais do que corri, fiz o tempo entorno de 00:40:00. 

Gostamos tanto que, fizemos a inscrição para a Etapa Água, que seria em setembro. Falamos que iríamos treinar, mas o treino foi de uma semana. Desta vez, corri pouco e intercalei trotes com passadas rápidas e o tempo foi de 00:39:50. Tínhamos combinado que no ano seguinte (2016) participaríamos das duas etapas. Inscrições feitas e vamos treinar.. Treino? Que nada, chegou a corrida e nada de treino. Em seguida veio a Night Run Etapa Coruja, em Junho de 2016, desta vez não foi diferente da última e o tempo foi de 00:39:06. Eu sabia que isto só melhoraria com treino, mesmo assim prometia e nada fazia. Chegou a Night Run Etapa Pantera (Setembro-2016), não mudou muito, mas fui um pouco mais rápido com o tempo de 00:38:57. 

Novamente combinamos de participarmos das duas corridas da Night Run em 2017, mas com uma diferença, eu entrei para a academia, perdi até o momento 10kg e passei a treinar na esteira, não é o ideal, mas foi bastante determinante. 

No último sábado (13/05/17) foi a Night Run Campinas – Etapa Yellow e pela primeira vez consegui correr todos os 5 km sem interrupção. A minha mente era diferente dos outros anos, eu queria correr e não andar ou trotar. Queria melhorar meu tempo e dei o meu máximo. Ainda não foi o ideal, mas foi uma prova de superação pra mim. Estava com dor na panturrilha (e ainda estou) e isto incomodou bastante, mas não deixei que isso atrapalhasse e focava sempre no km seguinte. O mais difícil foi entre os 3,5 e 4,0 km, estava bastante cansado, então fechei os olhos e lembrei-me do Desmond Doss (soldado que inspirou o filme “Até o último homem”): só mais um, só mais um. Dei uma acelerada e não acreditei quando passei pelo placar eletrônico e ele marcava 00:32:46. 

Obrigado meu Deus por estar ao meu lado e obrigado minha amada (Alessandra) por estarmos ao lado em grande parte da corrida, mas isto é uma competição. Porém, apenas 02 minutos nos separou. 

Que venham as próximas, no final deste mês (Corrida Trevor) e em setembro a 2ª Etapa da Night Run (Blue).


Por Luis Gustavo Pinto Montanheiro



Quer compartilhar a sua história? Mande um e-mail para corridanossadodiaadia@gmail.com

11:43:00

6º Desafio 28 Praias

by , in


Sábado 06 de maio de 2017.

A chuva do dia anterior trouxe consigo mais dificuldades, perigos e desafios a um percurso que por si só já é considerado “duro”, perigoso e altamente desafiador. Porém, como se estivessem ignorando tais fatores, 29 atletas da equipe Top Team Paulínia (entre eles eu), se juntaram a outros 3500 loucos, endorfinados, ansiosos e vibrantes competidores, para encarar de peito aberto e suor no rosto esse complicado percurso.

O Desafio contou com categorias individuais nos 21 e 42 km e 42 km de revezamento em dupla, trio, quarteto e quinteto, masculino, feminino e misto. O trajeto é recheado de trilha, mata, praia, pedras, paisagens de encantar os olhos e trechos de calejar os pés ou até mesmo as mãos. Mas isso não foi capaz de tirar o largo sorriso no rosto de cada competidor ao conseguir alcançar o seu objetivo, ao cruzar a linha de chegada ou passar a pulseira (chip) para o seu companheiro.

Infelizmente o evento contou com um desagradável imprevisto com os chips, onde muitos competidores os perderam e acabou causando um desconforto gigantesco no final da prova, tanto para os organizadores, quanto para os participantes. Mas nem isso foi capaz de ofuscar o brilho do evento, os gritos de alegria ou o choro de cada conquista, que emocionaram a todos ali presentes.

Além das conquistas pessoais realizadas por cada um, onde muitos enfrentaram distâncias ou adversidades nunca realizadas antes, a equipe Top Team saiu com duas conquistas relevantes: 3º lugar na dupla masculina e 5º lugar no quinteto masculino, do qual fiz parte e não tenho palavras para descrever tamanha emoção.

Fica aqui os meus parabéns e agradecimentos a minha equipe no revezamento: Edvaldo, Luciano, Valter e Paulo, que desde o início, quando imaginaram que isso fosse possível buscaram incentivar um ao outro, mas jamais imaginaram o quão importante esse incentivo foi para mim. 

Meus parabéns também a dupla Ramon e Devis, pela conquista e ao André e Juari pela coragem de encarar todos os 42 km do Desafio. Além disso, gostaria de agradecer e parabenizar ao professor Nilson Ventura, por encorajar a todos e fazer com que acreditemos em nos mesmos, obrigado também ao casal Celso e Giovana, que junto ao professor fizeram toda a organização, logística e tudo o mais. Meus parabéns também a todos os outros guerreiros: Sérgio, Felipe, Leonardo, Sandra, Aline, Eloiza, Ana Paula, Renato, Marina, Daniela, Andréa, Valdemir (Bré), Carlos (Tarugo), Fabíola, Priscila, Fred, Juliana e Natália, que infelizmente lesionou-se de última hora, muito obrigado a todos pela companhia e incentivo diariamente. Por fim, meu muito obrigado a minha esposa Adriana e a nossa amiga Tatiane pelo apoio incondicional que deram a toda a equipe do início ao fim.

Agradecimentos adicionais aos nossos patrocinadores:



16:50:00

1ª Calegaris Run

by , in

Superação, essa é a palavra que nos move. Seja um corredor profissional ou amador, é pensando nela que acordamos cedo ou dormimos mais tarde todos os dias, perdemos alguns compromissos e mudamos outros, tudo em nome de mais um treino, afinal o nosso foco está logo ali, na próxima corrida.

Em cada nova corrida, existe sempre uma nova chance de superação, seja com uma nova conquista, um novo tempo, uma nova distância ou uma nova modalidade, é isso o que buscamos incessantemente.

Pensando exatamente nisso, no dia 30 de julho, o Supermercado Calegaris promoverá em Paulínia a 1ª Calegaris Run, trazendo a todos, a possibilidade de mais uma superação. Seja você profissional, amador, iniciante ou apenas mais uma pessoa desejando mudar o estilo de vida. Para isso o evento contará com corrida nas distâncias de 6 e 10 km e com caminhada na distância de 6 km.

O grande diferencial da Calegaris Run está na medalha Top Finisher, onde os 3 primeiros colocados de cada categoria receberão uma medalha especial (as categorias terão intervalo de 5 anos, para as duas distâncias). Porém, é importante lembrar, que todos os atletas inscritos e concluintes receberão medalha finisher e participarão de sorteio de brindes no final do evento. Além disso, os 3 primeiros atletas da categoria masculino e feminino na corrida de 10 km receberam respectivamente prêmios em dinheiro, no valor de R$ 1200,00, R$ 800,00 e R$ 500,00. Já na corrida de 6 km os 3 primeiros atletas da categoria masculino e feminino receberam vale compras, no valor de R$ 800,00, R$ 500,00 e R$ 300,00 respectivamente.

As equipes com no mínimo 10 atletas receberão descontos de 10% na inscrição.

O Supermercado Calegaris nasceu em Paulínia no ano de 1985 e ano após ano passou a se destacar devido à qualidade dos produtos e serviços, tanto que hoje, conta com 2 unidades na cidade de Paulínia, além de serviços de Buffet prestado em toda a região. Agora, o Supermercado Calegaris busca se superar mais uma vez e escrever mais um capítulo na sua história e na história de Paulínia e para isso convida você a fazer parte desta festa e abrilhantar ainda mais esse evento. 

Aproveite a oportunidade de mais um desafio e venha se superar.

Para a inscrição ou para conhecer um pouco mais sobre o Supermercado Calegaris acesse:





Instagram