Só mais um


“Só mais um”. Esse foi o pensamento que motivou o Luis Gustavo, em mais uma conquista pessoal e que conta abaixo um pouco da história:


Em 2015 fui avisado pela esposa que participaríamos de uma corrida de 5 km. Falei que ela era louca e que eu mal conseguiria correr 2 km, muito menos 5. Fomos então “correr” pela primeira vez na Night Run Campinas – Etapa Fogo. Confesso que quase morri e andei muito mais do que corri, fiz o tempo entorno de 00:40:00. 

Gostamos tanto que, fizemos a inscrição para a Etapa Água, que seria em setembro. Falamos que iríamos treinar, mas o treino foi de uma semana. Desta vez, corri pouco e intercalei trotes com passadas rápidas e o tempo foi de 00:39:50. Tínhamos combinado que no ano seguinte (2016) participaríamos das duas etapas. Inscrições feitas e vamos treinar.. Treino? Que nada, chegou a corrida e nada de treino. Em seguida veio a Night Run Etapa Coruja, em Junho de 2016, desta vez não foi diferente da última e o tempo foi de 00:39:06. Eu sabia que isto só melhoraria com treino, mesmo assim prometia e nada fazia. Chegou a Night Run Etapa Pantera (Setembro-2016), não mudou muito, mas fui um pouco mais rápido com o tempo de 00:38:57. 

Novamente combinamos de participarmos das duas corridas da Night Run em 2017, mas com uma diferença, eu entrei para a academia, perdi até o momento 10kg e passei a treinar na esteira, não é o ideal, mas foi bastante determinante. 

No último sábado (13/05/17) foi a Night Run Campinas – Etapa Yellow e pela primeira vez consegui correr todos os 5 km sem interrupção. A minha mente era diferente dos outros anos, eu queria correr e não andar ou trotar. Queria melhorar meu tempo e dei o meu máximo. Ainda não foi o ideal, mas foi uma prova de superação pra mim. Estava com dor na panturrilha (e ainda estou) e isto incomodou bastante, mas não deixei que isso atrapalhasse e focava sempre no km seguinte. O mais difícil foi entre os 3,5 e 4,0 km, estava bastante cansado, então fechei os olhos e lembrei-me do Desmond Doss (soldado que inspirou o filme “Até o último homem”): só mais um, só mais um. Dei uma acelerada e não acreditei quando passei pelo placar eletrônico e ele marcava 00:32:46. 

Obrigado meu Deus por estar ao meu lado e obrigado minha amada (Alessandra) por estarmos ao lado em grande parte da corrida, mas isto é uma competição. Porém, apenas 02 minutos nos separou. 

Que venham as próximas, no final deste mês (Corrida Trevor) e em setembro a 2ª Etapa da Night Run (Blue).


Por Luis Gustavo Pinto Montanheiro



Quer compartilhar a sua história? Mande um e-mail para corridanossadodiaadia@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram