quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Fratura por estresse no calcâneo

Foto: Clube de Corrida 12km¹

Lesões são as verdadeiras dores de cabeça de qualquer atleta, afinal, por causa delas muitas vezes se é impedido de dar continuidade em um treinamento ou até mesmo atingir metas e objetivos preestabelecidos. No entanto, conhecer as lesões e os seus sintomas se torna fundamental e pode ajudar tanto na prevenção, como no rápido diagnóstico.

Entre todas as lesões sofridas pelos corredores, talvez pés e joelhos sejam os que mais sofram devido ao alto grau de impacto e esforço sofrido. Dentre as mais variadas lesões, algumas já tratadas aqui no blog, venho hoje falar da fratura por estresse do calcâneo.

O calcâneo é o maior osso do calcanhar, fica na parte posterior do pé e tem como principal função manter a postura vertical e suportar o peso do corpo, possibilitando assim o andar de forma adequada. 

A fratura por estresse do calcâneo, ocorre principalmente em pessoas que fazem uso recorrente do osso do calcanhar, que é o caso de corredores, jogadores de vôlei, basquete, dançarinos, etc. O “esforço físico repetitivo aumenta as solicitações ósseas que, quando ultrapassam a resistência normal, ocorre a substituição da deformação elástica pela deformação plástica, isto é, não há retorno à situação anterior e, caso as exigências continuem, instalam-se microfraturas, prevalecendo então a reabsorção óssea”², que ao chegar neste ponto, o osso sofre fissuras microscópicas, que nada mais são do que a fratura por estresse.

Alguns dos principais sintomas dessa lesão, são inchaço e inflamação na região do calcanhar e a impossibilidade de suportar o peso do corpo no calcanhar, onde as dores tendem a ser mais fortes enquanto estiver andando ou pegando peso. Entre os principais fatores de risco, podemos citar o sobrepeso, o uso de tênis inadequados para a corrida e a postura errada durante a corrida.

Assim como maioria das outras lesões, ligadas principalmente aos pés e joelhos, os principais meios de prevenção são: 

  • Uso de tênis próprio para a corrida; 
  • Evitar o sobrepeso; 
  • Aumentar carga e volume de treinos gradativamente; 
  • Alongamento e aquecimento dos membros inferiores antes e após os treinos. 

Como sempre é indicado, nos primeiros sinais da lesão, um ortopedista deve ser consultado, a fim de realizar os exames e acompanhamento necessário. Se diagnosticado a lesão, as atividades de alto impacto devem ser interrompidas durante algumas semanas e o tratamento com fisioterapia poderá acelerar o processo de recuperação. Atividades como o deeprunning (corrida na água) também são fortes aliados durante esse processo. 

Fique sempre atento aos sinais do corpo e procure um profissional no surgimento de dores e desconfortos contínuos, pois quanto mais cedo se identifica uma lesão, mais fácil e rápido se torna a recuperação.

_________________________________
Referências:

1 - http://clubedecorrida12km.blogspot.com.br/2014/03/fratura-por-estresse-do-calcaneo.html

2 - http://www.milton.com.br/esporte/saiba_mais/ort_3.htm

http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/noticia/2012/04/saiba-como-tratar-fratura-por-estresse-em-calcaneo.html

http://saude-info.info/fraturas-por-estresse-do-calcaneo.html

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Correr é uma arte!


Correr é a arte de manter-se em movimento e ao mesmo tempo relaxado, estar disperso e ao mesmo tempo concentrado, querer chegar logo ao final, mas que a cada dia esse final seja um pouco mais longe.

Correr 5, 10, 21, 42 km ou qualquer outra distância, não é tarefa nada fácil, requer disciplina, força de vontade e determinação. Assim como o artista, para o corredor as vezes é necessário uma inspiração ou motivação, mas após finalizada sua obra de arte, orgulha-se plena e merecidamente pelo seu feito.

Muitas pessoas acreditam que não são capazes de correr, baseado apenas no fato de sentir-se cansado ao tentar alcançar o ônibus ou subir alguns lances de escada. Se você pensa assim, tenho uma ótima notícia: Você também é capaz de correr, alcançar seus objetivos e orgulhar-se de marcas incríveis.

Me faço sempre de exemplo, pois quando comecei a correr, por necessidade, mal conseguia ficar 8 minutos na esteira, com o passar do tempo passei a ter mais resistência e prazer em correr. Foi então, que comecei a ler sobre os benefícios da corrida e mais do que isso, passei a senti-los. Por esse motivo sempre busquei incentivar outras pessoas a conhecerem essa arte que é a corrida e consequentemente desfrutar dos benefícios que ela nos traz. 

O blog Corrida nossa do dia a dia, nasceu justamente com o objetivo de me ajudar a levar os meus pensamentos e sentimentos em relação a corrida ao maior número de pessoas possíveis. Além disso, compartilhar informações úteis e curiosidades desse esporte que cresce a cada dia.

Longe ou perto, rápido ou devagar, isso são meros detalhes, o que importa é desfrutar da arte que é a corrida.


Thiago Silva Lima



sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Conheça o RunAdvisor!


Seja para um corredor experiente ou para os iniciantes, escolher uma prova de corrida de rua pode ser uma tarefa arriscada. Como você pode saber se a prova que você escolheu vai atender às suas expectativas? Você passou meses treinando e se dedicando e ainda corre o risco de chegar no dia da prova e ter uma grande decepção.

O RunAdvisor surgiu para resolver esse problema. O site é uma plataforma de compartilhamento de avaliações de corridas de rua. Todos os corredores são bem vindos para entrarem no RunAdvisor e avaliarem as corridas que já participaram. Além de avaliar, qualquer corredor também pode ler as avaliações que já foram feitas e assim, "conhecer" um pouco melhor a corrida que deseja participar antes de se inscrever.

Em cada avaliação, o corredor tem a oportunidade de dizer o que achou do kit, do percurso, da organização e do custo através de notas que vão de 1 a 5. Além disso, existe um espaço livre para comentários, carregamento de fotos e vídeos. 

Algumas provas, como a Maratona do Rio, por exemplo, já recebeu quase 200 avaliações no RunAdvisor. São 200 corredores dizendo abertamente o que acharam da prova, compartilhando as suas experiências, fotos e vídeos. Quer informação mais preciosa do que essa?

Portanto, convidamos aqui à todos que acompanham esse blog para entrarem no site do RunAdvisor e realizarem a sua primeira avaliação! A experiência que cada um teve com uma determinada prova pode ajudar muito outros corredores a decidirem qual será a sua próxima prova.

Segue o link para fazer a sua primeira avaliação: www.runadvisor.com.br

Um forte abraço à todos,

Guilherme Torres, criador do RunAdvisor.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Auto sabotagem


Segunda-feira pode ser considerado o dia das mudanças, ou, pelo menos, seria, se conseguíssemos cumprir parte das nossas promessas. Afinal, uma das coisas que mais ouvimos e as vezes falamos, são promessas de mudanças para a próxima semana, para a próxima segunda-feira, tais como: “semana que vem eu entro na dieta”, “semana que vem começo meu novo projeto”, “na próxima segunda vou pegar firme nos estudos”, essas são apenas algumas das mais diversas e famosas frases que ouvimos diariamente.

Na corrida também é assim, existem sempre aquelas pessoas que prometem mudanças ou melhorias, mas que muitas vezes não passam de meras promessas. Você pode sempre deixar o seu treino para amanhã, para a semana que vem, para o mês que vem, mas precisa ter a consciência de que todo o ganho e melhora também ficarão para depois. A verdade é que se você não fizer hoje, ninguém poderá fazer por você. É Aquela famosa frase “quem quer arruma um tempo, quem não quer arruma uma desculpa”. 

Eu não fujo à regra, muitas vezes deixei de fazer um treino ou de me empenhar um pouquinho mais por uma desculpa qualquer. Vejo isso como uma auto sabotagem, onde o único que sai perdendo sou eu mesmo. Apesar de essas serem as maneiras mais comuns, mesmo que não intencional, não acredito que sejam as únicas formas de se auto sabotar.

Cortar caminho e pausar relógio, são outros exemplos do que considero uma auto sabotagem. Você pode demonstrar um ótimo tempo para as outras pessoas, ou chegar na frente de todos, mas, na verdade, no fundo você sabe que não foi merecedor disso, afinal não fez o que estava proposto. Talvez, uma das maiores auto sabotagem que existe no mundo esportivo, seja profissional ou amador, é o doping, algo que nem precisamos falar muito, pois todos já sabem o quanto é prejudicial, desleal e completamente antidesportivo.

Você não precisa ser melhor que ninguém, não precisa provar nada para ninguém, busque apenas o melhor de si mesmo e assim verás que consegue alcançar todos os seus objetivos, sem nenhum “deslize”. A corrida é uma competição apenas para os atletas profissionais de alto nível, para os demais é apenas um modo de vida, de se sentir bem, de fazer algo de bom para si.

De toda forma, para aqueles que buscam sempre dar um passo à frente, seja melhorando o tempo ou aumentando a distância, a força de vontade e determinação em cada treino é fundamental, sem pular etapas, nem deixar nada para depois.

E aí, vai deixar o treino para amanhã?


Thiago Lima