Calendário de Corridas de Rua - Campinas e Região 2021

by , in

 Atualizado em 31 de dezembro de 2020


 As corridas incluídas e/ou atualizadas recentemente estão com títulos em vermelho

Caros leitores, é importante lembrar, que por ainda estarmos em meio a pandemia, as datas, horários e locais podem ser alterados, as atualizações serão realizadas sempre que possível.


Janeiro

Corrida Desafio do Guerreiro
Data: 17/01/2021 - 07:00
Local: Americana
Inscrição: A partir de R$ 89,90
Modalidade: Corrida 5, 10 e 19 km
Site Oficial: Clique aqui

1ª Valinhos Trail Running - Serra dos Cocais
Data: 31/01/2021 - 07:00
Local: Valinhos
Inscrição: A partir de R$ 89,90
Modalidade: Corrida 7,5 e 18 km
Site Oficial: Clique aqui


Fevereiro

2ª Bragança X Trail Bosque das Araucárias
Data: 06/02/2021 - 07:30
Local: Bragança Paulista
Inscrição: A partir de R$ 180,00
Modalidade: Trail run 12 e 23 km
Site Oficial: Clique aqui


Março

1ª Corrida Elas Por Elas
Data: 07/03/2021 - 07:30
Local: Piracicaba
Inscrição: A partir de R$ 59,90
Modalidade: Corrida 5 e 10 km, caminhada 5 km
Site Oficial: Clique aqui

Meia Maratona Indaiatuba
Data: 07/03/2021 - 08:00
Local: Indaiatuba
Inscrição: A partir de R$ 50,00
Modalidade: Corrida 5, 10 e 21 km, caminhada 5 km
Site Oficial: Clique aqui

2ª Corrida Expo Águas Open Food And Bar
Data: 20/03/2021 - 17:30
Local: Sumaré
Inscrição: A partir de R$ 109,00
Modalidade: Corrida 5 km, caminhada 3 km
Site Oficial: Clique aqui

IGT 23K
Data: 21/03/2021 - 08:00
Local: Igaratá
Inscrição: A partir de R$ 87,00
Modalidade: Corrida 10 e 23 km
Site Oficial: Clique aqui

Corrida Fest Life
Data: 27/03/2021 - 17:30
Local: Rio Claro
Inscrição: A partir de R$ 50,00
Modalidade: Corrida 5 km
Site Oficial: Clique aqui

1º Stage Insane - Serra Negra
Data: 27/03/2021
Local: Serra Negra
Inscrição: A partir de R$ 190,00
Modalidade: Trail run 13, 25 e 38 km
Site Oficial: Clique aqui

1ª Corrida da Uva
Data: 28/03/2021 - 07:00
Local: Vinhedo
Inscrição: A partir de R$ 85,00
Modalidade: Corrida 5m, caminhada 3 km, canicross 5 km
Site Oficial: Clique aqui


Abril

Ultra Maratona Indaiatuba Parque do Mirim
Data: 10/04/2021 - 08:00
Local: Indaiatuba
Inscrição: A partir de R$ 70,00
Modalidade: Corrida 10 e 100 km, 12 e 6h de corrida
Site Oficial: Clique aqui

Wolf Series Trail Run - 2ª Etapa
Data: 11/04/2021 - 07:40
Local: Limeira
Inscrição: A partir de R$ 99,00
Modalidade: Trail run 6, 14 e 30 km
Site Oficial: Clique aqui

Treino Let's Run Girl
Data: 21/04/2021 - 08:30
Local: Campinas
Inscrição: A partir de R$ 29,90
Modalidade: Corrida e caminhada 5 km (apenas categoria feminina)
Site Oficial: Clique aqui

8ª maratona de Reverzamento JP
Data: 21/04/2021 - 07:00
Local: Piraciaba
Inscrição: A partir de R$ 119,00
Modalidade: Corrida 42 km (Solo, dupla, quarteto e octeto)
Site Oficial: Clique aqui

2ª Edição Corrida 3 Lagos
Data: 25/04/2021 - 07:30
Local: Atibaia
Inscrição: A partir de R$ 45,00
Modalidade: Corrida 5 e 10 km
Site Oficial: Clique aqui


Maio

3ª S. Bárbara Night Run
Data: 01/05/2021 - 19:00
Local: Santa Bárbara D'Oeste
Inscrição: A partir de R$ 99,00
Modalidade: Corrida 6 e 10 km, caminhada 6 km
Site Oficial: Clique aqui

Eco Run Club
Data: 09/05/2021 - 08:00
Local: Hortolândia
Inscrição: R$ 39,00
Modalidade: Corrida 5 km, caminhada 4 km
Site Oficial: Clique aqui

7ª Volta Luiz de Queiroz
Data: 16/05/2021 - 07:30
Local: Piracicaba
Inscrição: A partir de R$ 89,00
Modalidade: Corrida 5 e 10 km
Site Oficial: Clique aqui

Star Moon Night Run
Data: 22/05/2021 - 19:00
Local: Piracicaba
Inscrição: A partir de R$ 89,90
Modalidade: Corrida e caminhada 6 km
Site Oficial: Clique aqui

Meia Maratona Tivoli
Data: 30/05/2021 - 07:00
Local: Santa Bárbara D'Oeste
Inscrição: A partir de R$ 89,00
Modalidade: Corrida 5, 10 e 21 km
Site Oficial: Clique aqui


Junho

Run For Night Run
Data: 05/06/2021 - 19:00
Local: Piracicaba
Inscrição: A partir de R$ 79,00
Modalidade: Corrida 6 km
Site Oficial: Clique aqui

10ª Meia Maratona Pague Menos
Data: 06/06/2021 - 07:00
Local: Campinas
Inscrição: A partir de R$ 79,00
Modalidade: Corrida 10 e 21 km
Site Oficial: Clique aqui
Cupom 15%: @corridanossadodiaadia15%

11ª Corrida Turística de Piracicaba
Data: 27/06/2021 - 07:00
Local: Piracicaba
Inscrição: A partir de R$ 74,90
Modalidade: Corrida 5,5 e 10 km
Site Oficial: Clique aqui


Julho

Corrida Explore Horto Florestal de Tupi
Data: 18/07/2021 - 07:00
Local: Piracicaba
Inscrição: A partir de R$ 79,00
Modalidade: Corrida 5, 10 e 21 km
Site Oficial: Clique aqui


Agosto

4º Circuito Nova Odessa Running
Data: 01/08/2021 - 07:00
Local: Piracicaba
Inscrição: A partir de R$ 79,90
Modalidade: Corridfa 5 e 10 km, caminhada 5 km
Site Oficial: Clique aqui

Corrida Explore 6 Horas
Data: 07/08/2021 - 07:00
Local: Piracicaba
Inscrição: A partir de R$ 149,00
Modalidade: Trail Run 6 horas (solo, dupla, quarteto e sexteto)
Site Oficial: Clique aqui

Desafio do Lobo 15K
Data: 16/08/2021 - 07:00
Local: Santa Bárbara D'Oeste
Inscrição: A partir de R$ 89,90
Modalidade: Corrida 5,5, 10 e 15 km
Site Oficial: Clique aqui

Desafio da Floresta
Data: 21/08/2021 - 07:00
Local: Rio Claro
Inscrição: A partir de R$ 80,00
Modalidade: Trail Run 5, 10, 21 e 42 km (Solo, dupla e quarteto) e kids
Site Oficial: Clique aqui


Setembro

37ª Corrida Integração
Data: 26/09/2021 - 07:45
Local: Campinas
Inscrição: A partir de R$ 100,00
Modalidade: Corrida 5 e 10 km, caminhada 5 km
Site Oficial: Clique aqui


Dezembro

Corrida Águia de Fogo
Data: 12/12/2021
Local: Sumaré
Inscrição: Em breve
Modalidade: Em breve
Site Oficial: Em breve

*As datas podem sofrer alterações
*Os valores informados não contemplam o valor do serviço cobrado pelos sites
*As demais informações serão atualizadas quando confirmadas pelas organizações
*As inscrições têm valores diferenciados para pessoas acima de 60 anos e em alguns eventos para associados das organizações e inscrições em grupo
*Caminhadas e corridas kids quando estão no mesmo evento das corridas, costumam ter valores diferenciados, no calendário consta apenas valores das corridas

Médico alerta para lesões no retorno aos esportes

by , in

Foto: Webrun*

Com o afrouxamento gradativo do isolamento social, volta-se também, pouco a pouco, a rotina habitual de treinos e demais atividades físicas. Porém, levando em conta o grande período em que a maioria das pessoas ficaram inativas, o risco de lesão se tornam maiores, por isso se faz necessário um cuidado extra no retorno e é sobre isso que o Dr. João Hollanda fala no texto abaixo:

Em muitas cidades, as academias e aulas esportivas estão voltando e surgem uma nova preocupação médica, em relação às possíveis localizações de quem ficou muito tempo parado: as fratura por estresse ou a lesão do Ligamento Cruzado Anterior, conhecido com LCA. Retomar a prática esportiva de uma hora para outra, sem recondicionar o corpo para isso, pode ser um desastre. Estudos com atletas após férias demonstram que um mês parado pode levar a até 30% de perda de força muscular. Estamos agora com cerca de seis meses de reclusão e com um nível de sedentarismo ainda maior do que os atletas costumam passar em suas férias.

Especialista em joelho e médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino, o Dr. João Hollanda explica que a rotula completa do ligamento cruzado superior ou como lesões musculares costumam aumentar quando o atleta vem de um período de destreinamento. “As fraturas por estresse também estão associadas a um aumento de arrependimento na prática esportiva. Atletas recreativos e amadores tendem a ter uma 'reserva' física mais limitada e condições piores para se exercitar durante uma pandemia, ou que obrigatoriamente um risco ainda maior ”.

Independentemente da modalidade esportiva, é inerente do esporte a realização de movimentos repetitivos, nos quais algumas musculaturas são muito estimuladas e outras não. “Quando isso não é abordado por meio da preparação física, é comum que os atletas desenvolvam desequilíbrios ou fraquezas musculares, o que contribui para a ocorrência de ocorrências”, explica o especialista em joelho.
Assim, pedimos para o Dr. João Hollanda citar alguns cuidados a serem tomados para quem está considerando uma retomada das atividades físicas: 

  • Retorne progressivamente. Como regra geral, uma sugestão é retornar com 50% da carga de treino de antes da pandemia e, com tudo correndo bem, aumentar não mais do que 10% da carga por semana. Uma avaliação individualizada ajudaria em uma orientação mais precisa;
  • Comece por atividades de fortalecimento, em seguida, inclua como corridas contínuas, depois dos treinos de velocidade, treinos com contato físico e mudanças de direção para, por fim, retornar para esportes como o futebol; O rompimento do ligamento cruzado anterior é a lesão cirúrgica mais comum em jogadores de futebol e em atletas de outras modalidades que envolvem mudanças ocorridas de direção, acelerações, desacelerações e contato físico, como o basquete, o handebol e os esportes de luta.
  • Escute o seu corpo: o ideal, no início, é ser mais conservador. Se estiver se sentindo muito cansado, diminua o ritmo e, se isso não for o suficiente, obtenha ajuda especializada;
  • A realização de exercícios preventivos é fundamental para qualquer atleta com esportes de risco para a lesão do Ligamento Cruzado Anterior. Estes programas devem ser idealmente individualizados para cada atleta, de acordo com as informações da avaliação pré-participação e dos exames como a dinamometria manual ou isocinética e levando em consideração a especificação específica do indivíduo. Atletas amadores e recreativos podem se beneficiar do mesmo tipo de avaliação em médicos especializados no tratamento de atletas.

Lembrando que a fraqueza muscular e outras deficiências relacionadas ao movimento são comuns a maior parte dos pacientes com dor crônica, como hérnia de disco, condromalácia, artrose, tendinite ou bursite. Se, por um lado, a dor leva a uma deficiência muscular, a deficiência muscular faz com que a dor piore ainda mais. Por isso, a atividade física é indicada para qualquer pessoa em qualquer idade, porém sempre com acompanhando de especialistas.


Dr. João Hollanda

O Dr. João Hollanda é médico ortopedista especialista em joelho e esporte e médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino.
 
______________________
Referências:
 

A falta que nos faz

by , in

 

Foto: Strong Runner Chicks*

É impressionante como passamos a dar valor a certas coisas apenas quando perdemos, mesmo que seja uma perda temporária. Todo esse período de isolamento nos fez e faz refletir diariamente sobre muitos detalhes das nossas vidas, sobre as muitas vezes que podíamos ter feito algo e não fizemos e agora ficamos com uma dúvida: quando teremos a oportunidade novamente?

Sempre achei que nós, corredores, sempre fomos privilegiados, pois aprendemos e passamos a dar valor às coisas “pequenas”, pequenas aos olhos de quem não entende, de quem não vivencia a corrida e não entende alguns detalhes como, por exemplo, um segundo mais rápido, 1 km mais longe, uma medalha de participação, uma corrida inteira sem caminhar e por aí vai.

Hoje, percebo que até mesmo nós, em alguns momentos, não valorizamos tudo o que podíamos ou simplesmente nunca nos demos conta de alguns fatores. Hoje, muitos de nós, percebemos como ouvir o som dos passos no asfalto nos acalma, como, por mais contraditório que pareça, o cansaço pós treino nos alegra e traz sensação de missão cumprida e mesmo que você ainda esteja treinando sozinho, na rua ou em casa, e sentindo tudo isso, provavelmente deve lembrar das corridas e treinos em grupos e sentir falta de algo especial que só encontramos lá, como alguém te motivando a todo momento ou até mesmo poder motivar os colegas ou ainda apenas a sensação de saber que tem alguém correndo ao lado, afinal, quantas vezes insistimos no treino só porque tinha alguém do nosso lado? E, tenho certeza, que na maioria das vezes nem foi preciso palavras de incentivo para continuar. Motivamos e somos motivados apenas pela presença de um amigo.

Os eventos de corrida em si nem precisam ser mencionados, retirar kit, encontrar os amigos, correr todos juntos, RPs, pódios, medalhas, sorrisos, fotos, isso são faltas óbvias em nossas rotinas, não tão óbvia assim é a ansiedade pré prova, principalmente da prova alvo, a meditação silenciosa antes da largada, as contas no meio prova, a fé a cada passada e o orgulho na linha de chegada. Ah... e como tudo isso faz falta.

Enquanto esperamos a retomada, a hora certa de revivermos tudo isso, ficamos com os planos e os sonhos adiados, assim como foram a maioria das nossas corridas, treinos, viagens e tudo o mais que envolve nossa vida fora de casa, literalmente.

Muito do que pensamos hoje, é motivado pelo cenário que vivemos, mas na verdade deveria ser algo constante em nossas vidas, é aquele velho ditado “só se vive uma vez”. Espero que quando nossas vidas “voltarem ao normal” possamos lembrar mais disso, possamos festejar mais, valorizar ainda mais cada pequeno detalhe, que possamos ter mais disposição e menos desculpas, que possamos fazer valer a pena o tempo que passou e não aproveitamos, com o tempo que vai passar e aproveitaremos o máximo que puder e, se possível, correndo.

Carpe Diem.

________
*Foto: http://www.strongrunnerchicks.com/saturdays-steph-post-race-blues/track-runner-sad/

Destreino

by , in

Em meio a pandemia que vivemos, muitas preocupações tomam conta de nós, não precisamos falar de saúde e economia, que são coisas óbvias e já debatidas em muitos outros canais, mas algo que preocupa a muitos de nós corredores é em relação aos nossos treinos e desempenho. Com o cancelamento de todos os eventos e interrupções de treinos, principalmente para quem não consegue fazer em casa ou em local aberto e isolado, fica a dúvida em relação ao rendimento e o quanto de perda terá. Para explicar um pouco mais sobre esse processo de destreino, conto hoje com a ajuda de Daniell Muniz, profissional de educação física e estudante de pós graduação¹ em Fisiologia do exercício aplicada a reabilitação e mestrado² em Médicina e Saúde humana.

Ficar sem treinar pode reduzir significativamente seu desempenho, através de muitos mecanismos integrados.

O Destreinamento é muito visto em atletas em períodos de férias ou transição de treinamento. Mas pode ocorrer também em atletas amadores e praticantes de exercício físico.

Muitos estudos relatam que as perdas fisiológicas e físicas das adaptações de treino até o momento iniciam-se a partir do quarto dia sem exercício, mas são bem perceptíveis após duas semanas. E com a progressão da inatividade as perdas são mais acentuadas.

Podemos dividir em efeitos centrais e periféricos no qual, os efeitos do destreinamento nos sistemas centrais observamos diminuição da atividade parassimpática e assim aumento da frequência cardíaca em repouso, diminui o volume sistólico e pode ser visto uma redução de 26% do Débito Cardíaco após 21 dias em destreino.

Para efeitos periféricos observamos diminuição da capilarização muscular, menor fluxo sanguíneo, menor metabolismo oxidativo e essas alterações integradas podem diminuir sua força muscular e área transversa do músculo.

Visando saúde cardiovascular todas essas alterações como uma rede fazem diminuir o Consumo máximo de oxigênio (VO2máx), importante marcador de capacidade funcional.

Dessa forma, tenha constância com a prática de exercício físico. Procure um profissional para melhor te orientar.

Referência: Rev. paul. Educ. Fís., São Paulo, 13(2): 239-49, jul./dez. 1999

Por Daniell Muniz

1- Pós graduação na Santé
2 - Mestrado na Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Estiramento muscular

by , in
Foto: Bauerfeind*

Ouviu um certo estalo e uma dor repentina no músculo? Pode ser estiramento muscular, que também é conhecido como distensão muscular, está entre as principais lesões entre corredores, então é bom ficar atento.

O estiramento muscular é um tipo de lesão bastante comum principalmente em atividades que envolvem explosão muscular, como, por exemplo, o treino de tiros. O estiramento “acontece quando há a ruptura parcial ou completa de algumas fibras musculares”¹. Apesar disso a lesão pode ocorrer ainda devido a sobrecarga de atividade, fadiga muscular ou até mesmo desaceleração brusca durante a corrida.

Os músculos que mais sofrem com esse tipo de lesão são os isquiotibiais (posterior da coxa), quadríceps, panturrilha e adutores (músculo da virilha), isso porque eles “contam com um grande número de fibras de contração rápida, que são as mais atingidas, e realizam muitas contrações excêntricas (quando um músculo se contrai e alonga, ao mesmo tempo)”¹.

O principal sintoma da lesão são as dores no local, principalmente durante a atividade física, o local lesionado pode também apresentar vermelhidão ou manchas roxas e inchaço. Os sintomas passam a ser mais brandos ou mais intensos de acordo ao grau da lesão que pode partir de algumas fibras lesionadas a até mesmo rompimento total das fibras.

Foto2: Emagrecimento na Saúde**
O tratamento do estiramento muscular é realizado de acordo a severidade da lesão. Em casos mais simples apenas repouso, fisioterapia e crioterapia podem ser suficientes, nos casos mais grave (minoria) pode ser necessário uma cirurgia. Por isso, para confirmação (ou não) da lesão e do seu grau, procure um profissional nos primeiros sintomas.

O melhor meio de prevenção é fortalecimento muscular, além de aquecimento antes dos treinos e principalmente um acompanhamento profissional, assim os seus treinos serão feitos na intensidade e quantidade necessária, evitando excessos e diminuindo riscos de estresse nos músculos, evitando assim, não só essa, mas muitas outras lesões.

____________________
Referências:
*Foto: https://www.bauerfeind.com.br/blogs/news/ops-sentiu-uma-fisgada-ao-correr
**Foto2: https://emagrecimentonasaude.com/o-que-e-estiramento-muscular/
1 - https://www.ativo.com/corrida-de-rua/treinamento-de-corrida/aprenda-a-evitar-e-tratar-o-estiramento-muscular/
https://corridanossadodiaadia.blogspot.com/2018/03/distensao-muscular-estiramento.html
https://www.treinus.com.br/blog/como-acontece-a-distensao-da-musculatura/

Treino de subida

by , in
Foto: Ativo*

Já diz o ditado “pra descer todo santo ajuda”, já para subir é outra história, para alguns, um verdadeiro tormento, mas ainda há quem gosto de correr na subida. Independente em qual dos grupos você esteja, uma verdade é incontestável, esse é um tipo de treino que pode trazer inúmeros benefícios ao corredor e principalmente uma melhora significativa no rendimento.

Os treinos de subidas podem até ser tortuosos, mas valerão muito a pena, afinal esse tipo de treino ajuda a “reforçar os músculos das coxas, quadril, joelhos, panturrilhas e tornozelos, e aumentar a resistência aeróbia dos atletas”¹.

Quer mais? Pois bem, em estudo realizado há alguns anos por Derek Ferley e publicado em 2013 no Journal of Strenght and Conditioning Research, ele dividiu corredores, aleatoriamente, onde um grupo realizou treinos com inclinação duas vezes por semana e outro grupo fazia tiros de velocidade no plano. Através disso foi possível perceber que em “seis semanas de treinos com inclinação turbinaram a velocidade máxima dos corredores e permitiram que eles a mantivessem por um tempo 32% maior que no começo do estudo”².

Não para por aí, quando corremos em subidas, a nossa frequência cardíaca (FC) e frequência respiratória (FR), aumentam sem, necessariamente, precisarmos aumentar a velocidade, “com isso, há um aumento do limiar anaeróbio, do transporte de oxigênio para os músculos pela capilarização do sangue e também diminui frequência cardíaca (FC) de repouso”³. O impacto das passadas tendem a ser menores, já que na subida costumamos aterrissar com o antepé, o que muitos não conseguem no plano.

Assim como no plano, o ideal é que o tronco esteja levemente inclinado para a frente e que as passadas sejam um pouco menores, aumentando assim a cadência e diminuído um pouco o desgaste físico.

É fundamental termos em mente que para conseguirmos melhoras de performance e desempenho, é importante termos uma variação constante dos tipos de exercícios, justamente por isso o acompanhamento profissional e imprescindível, afinal, um bom profissional saberá dosar tipo de treinos, com intensidades e quantidades necessárias, alinhadas ao objetivo de cada corredor.

___________________________
Referências:

Atleta de final de semana

by , in
Foto: Ativo*

Há quem acredite que fazer uma atividade por semana é o suficiente para ter uma vida saudável e livre de riscos à saúde, pior, há quem acredito que é possível compensar todos os treinos não feitos da semana em apenas um dia. Se você é um desses, UM ALERTA, você até têm alguns benefícios, se comparado ao sedentarismo, mas está colocando em risco a sua saúde da mesma forma.

Tudo no nosso corpo é questão de adaptação e quando passamos a semana inteira sem fazer um exercício físico, o corpo não espera e não está preparado para que de uma hora para outra seja exigido de forma intensa, acaba sendo sobrecarregado e, consequentemente, traz alguns riscos à saúde, foi exatamente o que mostro uma pesquisa publicada em 2011 no JAMA (Journal of American Medical Association), onde comprovaram que “o atleta de final de semana tem um risco 2,7 vezes maior de desenvolver problemas cardíacos ao sobrecarregar o coração com um esforço físico que não está acostumado”¹.

Além disso, devido à falta de preparo da musculatura, o corpo fica mais suscetível a alguns tipos de lesões como traumas e entorses. As “lesões que forçam os ligamentos costumam ser os mais comuns entre esse perfil de atletas. Elas podem ser classificadas em vários graus e são seguidos por lesões musculares, causadas por esforços além do que o organismo está preparado para realizar”¹.

Em meio a tantas notícias ruins, um alento, apesar dos riscos à saúde, atletas de fim de semana ainda possuem menos riscos do que os sedentários. Na mesma revista científica mencionada acima, JAMA, foi publicado um artigo que confirma que “quem praticou alguma atividade física, ainda que ela fosse considerada ‘insuficiente’, apresentou uma queda dos riscos de 37% para doenças vasculares e 14% para câncer”².

Vale a pena lembrar que a “Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda 150 minutos semanais de atividade física leve ou moderada (cerca de 20 minutos por dia) ou, pelo menos, 75 minutos de atividade física de maior intensidade por semana (cerca de 10 minutos por dia)”³, alinhado a isso, busque um profissional para adaptar as suas atividades com as suas necessidades e tempo disponível.

______________________
Referências:


*Foto: https://www.ativo.com/corrida-de-rua/treinamento-de-corrida/dicas-para-correr-no-calor/attachment/shutterstock_293068436/
1 - https://www.ativo.com/corrida-de-rua/iniciantes/riscos-de-ser-um-atleta-de-final-de-semana/
2 - https://www.bbc.com/portuguese/geral-38568385
3 - https://www.saude.gov.br/component/content/article/781-atividades-fisicas/40390-atividade-fisica