Condromalácia patelar

Foto: Hora do Treino

Durante a corrida, os membros inferiores são os mais exigidos, com isso, são também os que mais sofrem com desgastes e, consequentemente, os que estão mais propícios à lesões. Entre todos os músculos, ossos, tendões, etc., que compõem os membros inferiores, os joelhos estão entre as partes que apresentam maior índice de lesões e hoje, venho compartilhar sobre uma dessas lesões, a condromalácia patelar.

Para melhor compreensão, é preciso saber que a patela é um osso que fica ‘flutuante’ na articulação do joelho, que com a contração muscular, entra em contato com o fêmur. Na patela existe o que é chamado de “líquido da patela” que impede o contato direto osso com osso. Com a perda desse líquido, o choque ósseo acaba ocorrendo, causando desgastes na cartilagem e consequentemente a condromalácia patelar, que é popularmente conhecida como joelho de corredor.

As mulheres representam a maior porcentagem das pessoas que sofrem com essa lesão, que “na literatura científica, os problemas biomecânicos são os mais citados”¹ entre as causas. “Com a fraqueza dos músculos do tronco e dos glúteos, somada à falta de controle do movimento, o corredor aumenta a sobrecarga na patela durante suas atividades, o que eleva a pressão nos joelhos e causa o desgaste articular”¹. Além disso, sobrepeso, excesso de treinos em escada,  excesso de uso de salto alto, etc., estão entre os possíveis causadores da lesão.

Os seus sintomas podem ser percebidos através de dores no joelho durante a corrida, que podem se prolongar durante as atividades simples diárias como subir e descer escadas, agachar ou até mesmo após permanecer muito tempo sentado.

No surgimentos dos primeiros sintomas, um ortopedista deve ser consultado, para que possa realizar o diagnóstico correto. Como essa trata-se de uma lesão que pode aparecer em níveis diferentes, o diagnóstico correto se torna fundamental, para que seja identificado o melhor tratamento a ser seguido, que pode ser desde seções de fisioterapia, a até mesmo procedimentos cirúrgicos.

Afim de evitar o surgimento da lesão, algumas medidas preventivas podem ser adotadas, tais como: utilização de tênis adequado para a corrida, fortalecimento dos músculos inferiores, porém deve-se evitar a sobrecarga nos joelhos, evitar o sobrepeso, realizar aquecimento adequado antes das corridas, tentar aumentar a cadência na corrida e preferencialmente ser acompanhado por um profissional da área, para que os treinos sejam realizados nas quantidades e intensidades corretas.

____________________________
Referências:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram