O dia que virei maratonista



Todo corredor, por mais amador que seja, possui metas e objetivos pessoais, sonhos de marcas ou corridas específicas. Todos desejam alcançar a glória, nem sempre a da mídia ou do pódio, mas a SUA glória, aquela conquista que mostrará que valeu a pena toda a jornada, todo o suor e esforço gasto a cada treino, mesmo que aos olhos da elite não seja, nem de perto, uma performance espetacular. 

A 3ª Maratona de Campinas, aconteceu no último domingo (16/07), mas na verdade, para mim ela começou muito antes, há aproximadamente um mês, quando todo o foco, treino e preparação passou a ser única e exclusivamente para ela, para a realização de mais um grande sonho, o de então me tornar maratonista. 

A preparação foi dura, regada dos mais variados tipos de treinos, como subida, tiro, longão, etc., junto com muita leitura e conversa com amigos, em busca de dicas e estratégias para chegar ao fim e bem, se possível (rs). Mas nada disso conseguiu prever o quão duro e difícil seria o final de prova, muito menos o quão satisfeito, feliz e emocionado eu ficaria. 

O domingo amanheceu com o céu limpo e a temperatura agradável, melhor condição de corrida que essa, seria impossível. A minha animação estava em alta, que junto com a animação dos meus companheiros de corrida, formou o clima ideal. Empolgados, saímos todos juntos, conversando, deixando que as palavras e as passadas acalmassem a ansiedade, transformando-a em realidade. Com o passar dos Kms, me distanciei um pouco dos meus colegas e a corrida se tornou então solitária, a luta para vencer o monstro da maratona agora era sozinho, mas fui salvo muitas vezes pelo meu professor e companheiros de grupo de corrida, que de bicicleta, foram nos prestar todo e qualquer apoio que precisássemos. 

Os primeiros 21 Kms foram fáceis e dentro do esperado, começava achar que conseguiria concluir com certa facilidade. Ledo engano. O cansaço começou a dar sinais por volta do Km 25 e começou a bater mais forte a partir do 29. Mas foi nos Kms 32 e 33 que encontrei a maior de todas as dificuldades, cãibras nas duas pernas, a dor era tão intensa que neste momento percebi que na verdade nunca tinha tido cãibra na vida, fui socorrido pelo professor, que a essa altura me acompanhava de perto, e por um caminhante anônimo, que parou sua atividade para prestar auxílio. Os últimos 10 Kms se transformaram numa verdadeira luta, variando entre corrida, trote, caminhada e cãibras, sem contar o psicológico já abalado que me dizia a todo instante que não chegaria no fim, que deveria desistir e talvez fosse a decisão mais sensata, como escrevo constantemente, sempre respeite o seu limite

Insistente, determinado e sonhador, foi assim que consegui ir em frente, passo após passo, até ver a linha de chegada, deixar as lágrimas rolarem e os soluços atrapalharem a respiração, acompanhado de perto por amigos que aguardavam a chegada e chutando pra longe os pensamentos negativos. A essa altura não tinha mais meta, objetivo ou tempo ideal, venci e isso era tudo o que importava, os abraços e sorrisos dos meus amigos e companheiros de equipe me diziam isso, os parabéns e felicidades da minha esposa e familiares confirmaram. 

Quero aqui expressar meus agradecimentos ao André Saidell, da Drogaria Popular de Sumaré, por ter ajudado com que esse sonho se tornasse real e pela companhia em todo o processo de preparação e na corrida, agradeço também aos outros companheiros de treino e corrida Heros, Hugo, Juari e Valter. Meus agradecimentos também ao Carlos Eduardo (Du), Gabriel e Sérgio pelo suporte incondicional que nos deram durante toda a maratona, assim como A Academia pela tenda e recepção pré e pós prova. Meu muito obrigado ao professor Nilson Ventura, por tudo, desde o incentivo nos treinos, ao suporte prestado durante a corrida, me acompanhando em mais da metade do percurso, inclusive nos momentos mais difíceis. Por fim, gostaria de agradecer a toda a minha família e todo o grupo de corrida Top Team, pela torcida, apoio e incentivo a cada dia. Graças a todos vocês hoje eu posso dizer: Eu sou maratonista! 

A título de curiosidade, o meu tempo foi 4:53:52. 



8 comentários:

  1. Você é merecedor de tudo isso agora é curtir o status de maratonista e em breve começar a se preparar para outras provas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso ai Andrezao, obrigado por tudo e parabens pela maratona também, logo logo vem a próxima, rsrs.

      Excluir
    2. Você é uma pessoa de fibra, mesmo com toda dificuldade que enfrentou não deixei de acreditar que você conseguiria. Você é um vitorioso e agora um MARATONISTA. Descanse e que venham as próximas, mas pode ter certeza que estarei lá para apoiar você e todos que necessitarem. Um grande abraço.

      Excluir
    3. Mais uma vez obrigado Nilsão, você representa muito esse grupo, nos passa confiança e nos dá força de vontade, irei te agradecer sempre.

      Excluir
  2. Parabéns pela conquista, você mereceu por todo seu esforço e dedicação. Ajudar vocês na maratona foi uma das coisas mais prazerosas que fiz ultimamente.

    PS - Na próxima maratona irei comercializar pomada e sprays pra aliviar cãibras, ganharei uma boa grana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Serjão, você é uma pessoa especial e tem me ajudado em diversos âmbitos, serei eternamente grato por tudo.
      Quanto à pomada e spray concordo com você, é época de crise, tem q arruma um jeito de ganhar um extra, rsrsrs.

      Excluir
  3. parabéns pelo esta grande conquista. Somente quem corre ou já correu uma maratona sebe o valor desta conquista. Eu lendo seu relato foi idêntica com minha corrida não tem o que tirar, sofri de mais nos km 32 com muita caibras ,pequei pelo auto confiança ,forcei de mais na primeira volta, mas tudo e experiência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado e parabéns também. Realmente como disse, tudo é experiência e no final das contas o objetivo foi alcançado rs.

      Excluir

Instagram