Esporão Calcâneo

Foto: Ativo¹

Quanto mais corremos e buscamos nos informar sobre o mundo da corrida, mais nos assustamos com a quantidade de lesões existentes, muitas delas tendo até mesmo sintomas parecidos, o que sem dúvida nenhuma, demonstra a importância da busca profissional nos seus primeiros sinais. Após algumas leituras e pesquisas, decidi compartilhar um pouco mais sobre o esporão calcâneo, uma lesão muito comum fora do esporte, mas que volta e meia aparece entre os corredores e que atinge principalmente as mulheres entre os 40 e 50 anos.

O esporão de calcâneo é uma lesão facilmente confundida com a fascite plantar, lesão que já falamos aqui no blog, mas a principal diferença é na região de dor mais intensa, enquanto na fascite plantar essa dor é no meio da sola do pé, no esporão calcâneo, como o próprio nome sugere, a dor mais intensa é no calcanhar.

O esporão calcâneo é uma degeneração óssea, que devido ao desgaste e inflamação da região acaba provocando uma proeminência óssea (esporão), conhecida como estípula óssea, que pode desenvolver tanto na parte anterior, como na posterior do calcâneo. Com o passar do tempo, se não tratada, essa proeminência óssea tende a aumentar, inflamando assim a fáscia plantar, justamente aí surge a dor e o desconforto, tipo agulhadas no calcanhar, ao pisar no chão logo que acorda ou ao caminhar e correr, esses, são inclusive os principais sintomas.

O sobrepeso, pé chato ou com excesso de curvatura, pisada extremamente pronada ou supinada, sobrecarga nos pés devido a atividade física repetida e de alto impacto, estão entre as principais predisposições para esse tipo de lesão.

O tratamento da lesão depende da sua criticidade, quando detectada no estágio inicial, pode ser adotado um tratamento conservador, através de fortalecimento dos músculos dos membros inferiores, analgésico, anti-inflamatório, crioterapia, fisioterapia e palmilhas ortopédicas, em estágios mais avançados da lesão pode ser realizada até mesmo uma cirurgia para a retirada do esporão, mas poucos são os casos cirúrgicos. Mesmo no estágio inicial da lesão a interrupção das corridas é recomendada até a autorização médica, afim de evitar o agravamento da lesão.

Como sempre explanado em todas as lesões, o fortalecimento muscular, o aquecimento antes das atividades e a utilização de tênis adequados para a corrida, são fundamentais e servem como meios preventivos, além disso, para aqueles que possuem a pisada extremamente pronada ou supinada, podem adotar palmilhas ortopédicas, para melhorar a pisada e diminuir o impacto, lembrando que as mesmas devem ser feitas juntamente com orientação do seu ortopedista.

Por mais assustamos que fiquemos com o grande número de lesões que existem, ter certos conhecimentos delas, como causas e sintomas, nos ajudam a ter uma identificação de possível lesão mais rapidamente, conseguindo assim, buscar um diagnóstico correto com profissionais capacitados e, consequentemente, tendo um tratamento mais rápido e eficaz.

_____________________
Referências:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram