Corredor: Uma metamorfose ambulante


Ah as mudanças, são tantas que muitas vezes nem percebemos. Somos sem querer uma metamorfose ambulante. Estamos sempre mudando, desde mudanças de opiniões, gostos, sonhos, pensamentos e objetivos, a até mesmo as mudanças físicas, mudamos de cidade, de casa, engordamos, emagrecemos e assim segue a vida.

Em meio a tantas mudanças, a corrida não tem como passar ilesa. São mudanças a todo momento. Hoje tá frio, amanhã tá calor, um dia é treino na rua, outro dia no parque, um final de semana é corrida de trilha e no final de semana seguinte é na praia. Por mais simples que sejam e por mais acostumados que estejamos com essa rotina, não deixam de ser mudanças e nós temos que nos adaptar e readaptar a todos os momentos, a cada nova mudança.

As mudanças pessoais e profissionais podem (e provavelmente irão) interferir diretamente nas práticas esportivas, muitas vezes precisamos nos adequar a um novo local de treino, a um novo horário, novos ambientes, novas companhias, etc., e isso serve muitas vezes para nos preparar para as diferentes corridas que enfrentaremos pela frente. Afinal, quem não sonha correr em outras cidades, outros estados, ou até mesmo em outros países? Pois é, mudanças são necessárias sempre e nos preparam para um futuro qualquer.

Mudanças muitas vezes pode significar coisas boas, como por exemplo, o nosso desempenho vai além do que esperávamos, fazendo assim com que possamos fazer novos planejamentos e metas mais otimistas para os próximos treinos e corridas. Por outro lado, uma lesão pode trazer mudanças negativas para os planos e metas, atrasando muitas vezes a nossa planilha de treino ou fazendo com que aquela corrida tão sonhada fique para o próximo ano.

Vivemos em uma época em que as mudanças são inevitáveis, positivas ou negativas, imperceptíveis ou drásticas, acontecem a todo momento, temos o privilégio de praticar um esporte de fácil adaptação e que traz benefícios independentes das condições climáticas, lugares, horário, etc., só não exagere para não acabar tento uma mudança desagradável e forçada, no mais se adapte e readapte sempre, só não pare de correr.


Thiago Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram