Síndrome da banda iliotibial

Foto: Clínica Deckers¹

Nas últimas duas semanas falei um pouco sobre duas das três lesões mais frequentes em corredores, a canelite e a fascite plantar. Nesta semana, venho falar um pouco da terceira lesão e talvez a mais comum no mundo da corrida, a síndrome da banda iliotibial.

A banda iliotibial, também conhecida como trato iliotibial, é um músculo que começa no quadril, atravessa toda a parte lateral da coxa e do joelho e se insere na tíbia. Na altura do joelho, a banda iliotibial entra em atrito com a parte óssea do fêmur (osso da coxa), chamada epicôndilo lateral, esse atrito, junto com a sobrecarga, podem provocar a inflamação do músculo, ocasionando assim a síndrome da banda iliotibial.

O principal sintoma da lesão é dor forte na lateral externa do joelho, que costuma aparecer durante a corrida e pode piorar em subidos ou descidas, devido ao maior esforço. Geralmente as dores são sentidas no mesmo momento em todas, ou maioria das corridas, no mesmo quilômetro ou mesmo tipo de esforço, por exemplo.

A lesão geralmente é causada pelo movimento repetitivo e excesso de esforço, que acaba intensificando o atrito da banda iliotibial com o epicôndilo lateral, porém existem alguns fatores de risco, os quais podem facilitar o desenvolvimento da lesão:

  • Descer ladeiras, devido ao grande esforço necessário para estabilizar o joelho; 
  • Subir ladeiras; 
  • Aumentar rapidamente a intensidade do treino; 
  • Uso de tênis inadequados. 

Apesar de ser uma lesão muito comum, são raros os casos que requerem cirurgia. De toda forma, o acompanhamento com o ortopedista é essencial, para o devido diagnostico e tratamento, que normalmente são feitos através de anti-inflamatório, analgésico, compressa de gelo e fisioterapia, que buscará, além do tratamento de fortalecimento da região, identificar e corrigir possíveis falhas na postura e nos movimentos durante a corrida.

A prevenção é parte importante de todo e qualquer exercício físico, e sem dúvidas é a melhor maneira de evitarmos imprevistos e lesões. As prevenções indicadas para evitar a sindrome da banda iliotibial são:

  • Fortalecimento muscular - abdômen, lombar e principalmente os membros inferiores; 
  • Alongamento e aquecimento antes da prática dos exercícios; 
  • Usar tênis adequado para a corrida e para o tipo de pisada; 
  • Aumentar a intensidade e carga dos treinos gradualmente e preferencialmente com um acompanhamento profissional; 

Maior ou menor, lesão é sempre lesão e todas devem ser devidamente acompanhadas e tratadas por profissionais qualificados, caso contrário, podem se tornar casos mais sérias, levando muitas vezes o atleta a ficar meses em repouso absoluto e incapacitado de realizar até as atividades comuns do dia a dia.

O que temos que ter em mente, é que muitas vezes o repouso de uns dias para tratar ou evitar o agravamento de uma possível lesão, é muito melhor do que esperar que o pior aconteça, fazendo assim com que o repouso “forçado” se torne ainda maior.

___________________________________________________________
Referências:

1 - http://www.clinicadeckers.com.br/html/orientacoes/ortopedia/067_sin_banda_iliotibial.html
https://o2porminuto.ativo.com/corrida-de-rua/saude/dores-no-joelho-sindrome-do-atrito-da-banda-iliotibial/
http://aumentesuasaude.com/dor-na-lateral-do-joelho-sindrome-do-trato-ou-banda-iliotibial/
http://www.optimafisioterapia.com.br/artigos/9-blog/38-sindrome-da-banda-iliotibial-trato-iliotibial


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram